731 Visualizações

Estávamos em 1993 quando os Bombeiros de Alcabideche abriram as portas do seu quartel às primeiras mulheres que ingressariam na carreira de Bombeiro.

Faz hoje 27 anos que as primeiras 16 Mulheres ocuparam os seus lugares no corpo de Bombeiros de Alcabideche, quartel que teve que ser adaptado ao nível das infraestruturas para receber estas 16 novas Bombeiras. Até então os corpos de Bombeiros eram compostos apenas por elementos do sexo Masculino.

Os nomes que ficaram na história:
Como Aspirantes: Anabela André Lopes Gomes, Maria do Carmo Santos Teixeira Pereira, Alexandra Maria dos Santos Teixeira, Alice Maria Cardoso Luís, Ana Paula da Costa Miguel Jerónimo, Carla Sofia Costa Rodrigues, Aldina Maria Antunes Pedroso Reis, Vera Patrícia da Silva Esteves, Isabel Maria da Silva Reis, Luísa Maria da Silva Borba.
Como Cadetes: Sónia Margarida Lázaro de Almeida, Sandra Cristina Esteves Silvestre, Patrícia Sofia Pinheiro Paulino, Sandra Maria Varela Vieira.
Como Auxiliar: Nair Ferreira Coimbra Batista
Como farmacêutica: Maria José Losada de Castro Roque Fernandes

Com  Ordem de serviço nº7/94 da Inspeção Regional de Lisboa e Vale do Tejo de Julho de 1994, Anabela André Lopes Gomes, Maria do Carmo dos Santos Teixeira Pereira, Alexandra Maria dos Santos Teixeira, Alice Maria Cardoso Luís, Ana Paula da Costa Miguel Jerónimo, Aldina Maria Antunes Pedroso Reis e Isabel Maria da Silva Reis, são promovidas a Bombeiras de 3ª Classe.

Atualmente os Bombeiros de Alcabideche têm na sua composição 30 elementos Femininos no  Quadro Ativo: 1 Chefe, 1 Subchefe, 1 Bombeira de 1ª, 7 Bombeiras de 2ª, 20 Bombeiras de 3ª. Conta ainda com 3 estagiárias, 5 cadetes e 8 infantes.

Parabéns a todas as guerreiras que têm a coragem de se afirmarem num mundo dominado pelo sexo Masculino, mostrando à sociedade que tanto Homens como Mulheres possuem benefícios para a profissão e que não se devem substituir, mas sim completar.