1.121 Visualizações

Se é uma pessoa atenta tem ouvido falar muito nestas duas palavras: Zaragatoa e Serológicos.
Estas duas palavras são as mais usadas quando se fala sobre testes relacionados com a COVID-19, mas têm objetivos distintos.

Existem dois tipos de testes relacionados com a COVID-19, os Testes de Diagnóstico, que permitem saber se a pessoas está ou não infetada pelo novo Coronavírus, e os Testes Serológicos que permitem perceber se já possui anticorpos para a doença.

Os Testes de Diagnóstico ou PCR avaliam a presença do vírus no aparelho respiratório e são feitos retirando uma amostra de ambas as narinas e da garganta, através da passagem de uma zaragatoa (cotonete grande). O teste apesar de causar algum desconforto, é indolor e demora apenas alguns segundos. Estas amostras são posteriormente enviadas para os laboratórios certificados que se encarregam de fazer a respetiva análise. Os resultados costumam estar prontos entre 24 e 72 horas, dependendo sempre da afluência de pessoas a realizarem os testes.
Independente do resultado deste teste, qualquer pessoa que tenha estado exposta a situação de risco, deve manter-se isolada por 14 dias, isto porque a sua carga viral pode ser reduzida ao ponto de não ser detetável através deste Teste de Diagnóstico, mas suficiente para a transmitir a terceiros.

Já os Testes Serológicos servem para avaliar a presença de anticorpos específicos para o novo coronavírus no sangue. Estes anticorpos só aparecem em pessoas que já tenham estado em contacto com o vírus, mas é possível ter anticorpos e não estar infetado.  Estes testes podem ser feitos de duas formas, ou por testes rápidos que funcionam com a recolha de uma gota de sangue colocada num mostrador próprio ou por análise laboratorial com recolha de sangue.
No entanto deve optar-se sempre pelo teste em laboratório, uma vez que segundo a Associação Nacional dos Médicos de Saúde Pública, os testes rápidos apresentam baixa taxa sensibilidade, podendo conduzir a resultado falsamente negativo.

Procure obter informação de vários meios crediveis e não partilhe informação que possa causar más interpretações. Lutar contra esta pandemia é um trabalho de todos nós e uma população informada estará mais capacitada para o fazer.

Se quiser saber mais informação médica sobre a COVID-19 consulte o site da Associação Nacional dos Médicos de Saúde Pública, o site da Direção Geral de Saúde ou o Site da Organização Mundial de Saúde e lembre-se que esta é uma doença nova mas que existe toda uma comunidade cientifica à procura de respostas.