1.287 Visualizações

Já pensaste em ser Bombeiro Voluntário? Talvez tenhas imaginado que não te encaixarias neste papel, mas estás enganado. Ser Bombeiro não é fácil, ser voluntário é exigente, mas é um desafio que nos torna melhores e que salva vidas.

Portanto temos uma proposta para ti, vem fazer o curso de Bombeiro e decide se afinal és ou não pessoa para este desafio.

Como fazes? Simples.
Os cursos iniciam-se em outubro, têm uma duração de 250 horas e funcionam em horário pós-laboral e/ou fim de semana. Para poderes ingressar neste curso terás de fazer a tua inscrição o quanto antes, para tal basta descarregares a ficha de candidatura PROPOSTA DE ALISTAMENTO, preenche e carrega-a, através do botão ESCOLHER FICHEIRO.

O que aprendes?
Agora vem a parte boa. As competências que este curso te oferece vão te preparar para salvares vidas, não apenas enquanto bombeiro, mas em toda a tua vida. Irás aprender técnicas de socorrismo, técnicas de desencarceramento, a trabalhar com equipamentos e veículos. No final da formação saberás como se extingue um incêndio urbano, incêndio industrial e ainda um incêndio florestal.
Além de poderes salvar outras vidas, estarás também preparado para te ajudares e ajudares os teus.

Quais os requisitos?
O intervalo de idades contempla entre os 16 e os 44 anos. Deves falar e escrever Português correto. É indispensável que sejas cidadão da União Europeia ou oriundo de um dos PALOP´s. Terás de possuir a escolaridade obrigatória e o teu médico terá que confirmar a tua aptidão física para desempenhares a função, através do respetivo atestado médico.

E sabias que além do realização pessoal que vais sentir todos os dias, tens ainda algumas vantagens em seres Bombeiros Voluntário? é verdade, tens:
-descontos ao nível da educação, isenção no pagamento do Serviço Nacional e Saúde
-aumento do tempo de serviços, para efeitos de aposentação
-ginásio gratuito
-diversas modalidades desportivas ao teu dispor
-clínica médica sem custos
-os bombeiros voluntários têm ainda direito ao reembolso de 50 % das despesas suportadas com berçários, creches e estabelecimentos da educação pré-escolar
-redução de 50 % em todas as taxas e emolumentos cobradas pelos organismos tutelados pelo membro do Governo responsável pela área da administração interna
-acesso aos refeitórios da Administração central e local do Estado nas mesmas condições que os trabalhadores em funções públicas
-entrada gratuita nos museus e monumentos nacionais

Contamos contigo?

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *