433 Visualizações

De acordo com a informação disponibilizada pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê-se, de 05 a 07 de janeiro, tempo frio e vento, salientando-se:
-Descida da temperatura mínima em todo o território do Continente, com valores entre – 4ºC e 8ºC e temperatura máxima que varia entre 5ºC e 17ºC;
-Vento forte
-Possibilidade de formação de neblina ou nevoeiro;
-Possibilidade de chuva com congelação;
-Formação de gelo e geada;

A exposição ao frio intenso pode provocar lesões como o enregelamento dos membros, ulceras provocadas por frio e hipotermia, situação que pela sua gravidade podem obrigar a cuidados médicos de emergência.

Os grupos mais vulneráveis ao frio são:

  • Crianças: perdem o calor corporal mais rapidamente que os adultos e têm mais dificuldade em fazer a recuperação do mesmo;
  • Pessoas idosas: Produzem menos calor porque o metabolismo do corpo humano se vai tornando mais lento à medida que a idade avança.

A acrescentar a estes dois grupos temos também pessoas que:
-Possuem doenças crónicas, em especial cardiovasculares, respiratórias, reumáticas, diabetes e da tiroide;
-Doenças neurológicas ou transtornos psíquicos;
-Problemas de alcoolismo;
-Tomam medicamentos como psicotrópicos ou anti-inflamatórios;
-Mobilidade reduzida;
-Dificuldades na realização das atividades da vida diária;
-Vivem em habitações isoladas, ou com deficiências térmicas;
-Estão em situação de exclusão social;

Que medidas devem então ser adotadas para estes períodos de frio?
Mantenha a temperatura da sua casa entre os 18ºC e os 21ºC;
Se não conseguir manter todas as divisões aquecidas, vá revezando conforme a sua utilização;
Se utilizar lareiras, braseiras, salamandras ou equipamentos a gás mantenha a correta ventilação, evitando a acumulação de monóxido de carbono;
Não utilize forno a gás, fogão ou fogareiro a carvão, nem aquecimentos de exterior no interior das habitações;
Evite dormir/ descansar junto de equipamentos de aquecimento;
Desligue equipamentos de aquecimento antes de sair de casa de forma a evitar fogos;

Higiene pessoal e vestuário:
Os banhos devem ser feitos com água morna. A água excessivamente quente remove a camada natural protetora da pele;
Mantenha a pele hidratada, principalmente a pele exposta;
Use várias camadas de roupa em substituição de uma camada grossa. Utilize também roupas largas para ajudar à boa circulação sanguínea;
Proteja as extremidades do corpo e utilize calçado adequado às condições climatéricas
Evite andar descalço.

Atividade e exercício físico no exterior:
Mantenha as práticas comuns, mas em casa de frio excessivo, evite o exterior;
Se realizar trabalhos pesados, proteja-se com roupa adequada e vá doseando o esforço;
Procure locais abrigados se a temperatura diminuir ou o vento aumentar;
Em caso de frio intenso, movimente os braços, dedos e pernas evitando o arrefecimento do corpo;
Evite caminhar sobre gelo, existe o perigo de quedas;
Procure manter-se seco;
Beba água antes, durante e após atividade física para evita desidratação.

Recomendações para os grupos vulneráveis:

Bebés ou recém-nascidos:

  • Não sair de casa nos dias de frio intenso. Se tiver mesmo que sair, agasalhe bem o bebé, principalmente na cabeça e extremidades;
  • Utilize várias camadas de roupa, em substituição de uma única peça grossa;
  • Dê de beber regularmente ao bebé;
  • O transporte deve ser feito num carrinho que lhe permita os movimentos e bem protegido do frio;
  • Evite transportar as crianças em porta-bebés tipo mochila, podem comprimir as pernas e causar enregelamento;

Pessoas idosas:

  • Os idosos precisam do acompanhamento de familiares ou prestadores de cuidados para que sejam tomadas as medidas adequadas nas situações de frio descritas anteriormente, nomeadamente ao nível da alimentação, vestuário, cuidados com os equipamentos de aquecimento e precauções ao sair de casa;
  • Familiares, amigos e vizinhos têm um papel fundamental devendo manter um acompanhamento de proximidade, sempre que possível, criando um contacto de pelo menos uma vez por dia (mesmo que telefónico).