749 Visualizações

A partir de outubro, de norte a sul do pais, começam os cursos de formação para os bombeiros voluntários. Durante 11 meses, estes estagiários terão formação nas mais diversas áreas do socorro e salvamento, para que possam no próximo ano estar aptos a colaborarem com os corpos de bombeiros das suas áreas de residência.

Este ano, tal como nos anteriores, organizámos uma campanha com o objetivo de angariar novos voluntários. Mas não foi isso que nos trouxe a escrever, mas sim o nosso espanto quando começámos a perceber, que ao contrário dos anos anteriores, este ano, este procura por voluntários estava massificada.

De todos os corpos de bombeiros vemos sair cartazes, noticias, vídeos, um alerta nos mais variados formatos. Uma busca incessante por sangue novo, o sangue que irá garantir a nossa segurança.

O que se passa? Bom, não é difícil perceber. Como em tudo na vida, basta parar e olhar para dentro. Faltam voluntários. É preciso sangue novo. Urge a necessidade.

Ser Bombeiro voluntário não está na moda, é exigente, obriga a muitas escolhas e cedências e nem todos temos espírito para isso. Afinal, deixar a nossa vida de parte, em prol do próximo, não é para qualquer um. E não faz mal.

No entanto este é um problema que diz respeito a todos. Se existe uma certeza é de que um dia, qualquer um de nós precisará dos Bombeiros, seja para nós, seja para alguém perto de nós. Um acidente de viação que temos, um mal estar em casa, um animal a precisar de socorro, uma chama junto à nossa quinta que precisa de ser combatida, o filho na escola que torceu o pé e chamaram a ambulância, o idoso na praia que se sentiu mal pelo excesso de calor… são inúmeras as vezes que vamos pedir a chegada rápida de socorro.

Então se não tens espírito para voluntário, se ser bombeiro não é para ti, não faz mal. Mas não cruzes os braços, faz aquilo que podes, PARTILHA.

Espalha esta palavra, porque esta é uma urgência, que agora é nossa, mas amanhã será tua.

Partilha esta notícia, partilha a campanha do corpo de bombeiros da tua área de residência, ajuda-os a mostrarem à sua população que NÃO, o socorro não está garantido se não começarmos hoje a resolver este problema que crescerá como uma bola de neve.

Todos temos um papel, qual é o teu?

Ajuda o corpo de bombeiros da tua área de residência, partilha.

Queres ser Bombeiro Voluntário? Vê como aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *