425 Visualizações

Abril é um mês de dias muito especiais, com várias comemorações. Comemoramos a sexta-feira santa, a Páscoa, a conquista de liberdade com o nosso 25 de Abril mas é também um mês muito antagónico. Em Abril temos diversos dias do, e estes do’s não deviam ser necessários.

Não devia existir um dia para relembrar o Autismo e as necessidades especiais e lutas diárias com que estes jovens, crianças e adultos se debatem. Estima-se uma média de 67 milhões de pessoas portadoras deste distúrbio neurológico (02 de abril).
Não deveria existir um dia para relembrar a dor dos familiares que vêm os seus entes queridos perderem a sua mobilidade e autonomia para a doença de Parkinson (11 de abril).
Não devia existir um dia mundial da Hemofilia, a anomalia do sangue que retarda a coagulação ou a elimina na totalidade (17 de Abril).
E por ai adiante.

E não deveria existir um mês que nos recordasse os maus tratos infantis.
Abril foi oficialmente eleito como o mês contra os maus tratos infantis, forçando-nos a acordar para esta triste realidade.

Abril é este mês, que nos dá tanto de bom e nos recorda o tanto que os outros precisam de nós. Ajudar é da responsabilidade de todos e seguindo este principio, nós queremos ajudar a lembrar, porque se conseguirmos consciencializar 10 pessoas a mudarem as suas atitudes perante a diferença e abandonarem a indiferença, para nós, é uma vitória.

Passa no nosso quartel e tira um fotografia junto ao nosso laço azul, publica-a com o hashtag #contraosmaustratosinfantis e também tu estarás a ajudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *